Morre tenente da reserva da BM baleado em parada de ônibus em Porto Alegre

965

Marcelo Garcez Ribeiro foi atingido na última sexta-feira (21) na cabeça e no tórax e não resistiu a uma cirurgia na madrugada deste domingo (23)

GAUCHAZH

tenente da reserva da Brigada Militar (BM) baleado em uma parada de ônibus no bairro Lami, na zona sul de Porto Alegre, na manhã da última sexta-feira (21), não resistiu aos ferimentos. Conforme o Comando de Policiamento da Capital (CPC), Marcelo Garcez Ribeiro passou por uma uma cirurgia após ter sido atingido na cabeça e no tórax, mas morreu às 3h deste domingo (23) no Hospital de Pronto Socorro.

As circunstâncias em que o policial aposentado foi atacado ainda estão sendo investigadas. Segundo o comandante do CPC, coronel André Luiz Nickele Córdova, o tenente viu uma “desordem” na rua e decidiu agir. Duas pessoas, no entanto, teriam reagido e atirado. Três disparos atingiram Ribeiro, que foi levado em estado grave para o hospital. 

Um dos atiradores também foi ferido e encaminhado para atendimento. Conforme Córdova, ele foi preso em flagrante, mas recebeu alvará de soltura no mesmo dia. O outro suspeito já foi identificado pela BM e tem um histórico de antecedentes policiais, mas segue solto. Quem comanda as investigações é a Polícia Civil.

— Temos indicativos testemunhais claros e definidos. É uma pessoa conhecida por seus crimes no bairro e ligada a uma facção criminosa da Restinga. Tem duas páginas de ocorrências das mais variadas, de tráfico a porte de armas — afirma o comandante do CPC.

Os detalhes sobre o funeral de Marcelo Garcez Ribeiro ainda não foram divulgado pela família.

— Nós lastimamos que um fato como esse aconteça e vamos fazer de tudo para que os autores sejam alcançados e paguem pelo que fizeram na Justiça — concluiu Córdova.