Policial argentino atua na segurança da praia, em Tramandaí

613

Tenente presta apoio em ocorrências com compatriotas

Divulgação/Brigada Militar Descrição da foto: Parceria além da fronteira: Pitan (direita) está no Rio Grande do Sul desde o mês passado

JORNAL NH

Uma integração entre a Brigada Militar (BM) e a polícia argentina proporciona que durante a 49ª Operação Golfinho, o Rio Grande do Sul receba o tenente Alvaro Daniel Pitan, 25 anos. O profissional de segurança está representando a corporação da província de Missiones, na Argentina. Segundo ele, sua adaptação às praias gaúchas está sendo a melhor possível. “Estou muito agradecido por isso. Quando cheguei, em 27 de dezembro, me receberam muito bem. Me adaptei rapidamente”, afirma.

Nesta semana, Pitan atuou no município e foi recebido pelo prefeito Luiz Carlos Gauto. O comandante do 1º Pelotão da Brigada Militar de Tramandaí, tenente Robson Minuci Flores, acompanhou o encontro. Além da cidade, o oficial também atua em outras duas bases, Torres e Capão da Canoa. Ele permanece sete dias consecutivos em cada uma das unidades.

Seu papel é auxiliar a Polícia Militar do Estado em ocorrências que envolvam argentinos ou, então, demais turistas que se comuniquem através do idioma espanhol. “Meu trabalho aqui, basicamente, é acompanhar o patrulhamento com a Brigada. Tive duas intervenções na cidade de Torres, com pessoas argentinas envolvidas. Ajudei na tradução e orientei eles nos passos que tinham que seguir”, ressalta.

Saiba mais

Pitan explicou que busca uma interação com seus compatriotas, consequentemente gerando uma aproximação que resulte no esclarecimento de dúvidas e evitando que fiquem em apuros no País. “Sempre estou à disposição deles, passo meu contato para qualquer necessidade que tenham”, acrescentou o oficial. Apesar de curioso, esta não é a estreia de um policial estrangeiro no litoral norte durante as atividades da Operação Golfinho. Ano passado, outro oficial, também de Missiones, participou da maior operação realizada pela Brigada Militar, que seguirá até o mês de março.