Por atuação em Brumadinho, cães, bombeiros e perita do IGP recebem medalhas no RS

455

Servidores estaduais e cães de busca e salvamento do Corpo de Bombeiros Militar do Estado estiveram na área coberta pela lama

Governador Eduardo Leite condecora o cão Logan, ao lado de seu tutor, soldado LagoAndré Ávila / Agencia RBS

GAUCHAZH

Guapo, Bono, Logan e Barão agora são cachorros condecorados. Na tarde desta sexta-feira (7), os cães de busca e salvamento receberam medalhas da Defesa Civil do Estado pelos serviços prestados em Brumadinho (MG). Durante toda a cerimônia, que teve a participação da banda da Brigada Militar e falas de autoridades, os labradores permaneceram silenciosos – e até sonolentos – ao lado de seus parceiros de trabalho.

Além dos animais, que se tornaram a principal atração do evento, com fila para selfies, foram agraciados sete servidores públicos estaduais: o 1º tenente Ivan Flores da Rosa, 48 anos, os sargentos Gerson Meireles dos Santos, 48, e Alex Sandro Teixeira Brum, 40, e os soldados Vagner Charão Lago, 37, e Juliano Soares Sodré, 30, todos do Corpo de Bombeiros Militar do Rio Grande do Sul, e a supervisora técnica do Instituto-Geral de Perícias (IGP), Cristina Barazetti Barbieri. Todos, de alguma forma, contribuíram para amenizar a dor de famílias dizimadas pelo  rompimento da barragem da Vale, em 25 de janeiro

Ao lado de seus tutores e dos demais homenageados, os bichos ficaram sobre tablados vermelhos enquanto transcorria o cerimonial. Alguns, como Bono, um dos mais experientes da matilha, deitaram e fecharam os olhos. 

Primeiro a se manifestar, o vice-governador Ranolfo Vieira Jr exaltou o espírito público e a dedicação do grupo. Na sequência, o governador Eduardo Leite também teceu elogios aos subordinados e lembrou que a atuação no epicentro da catástrofe significou, também, oportunidade de qualificação profissional para eventual necessidade em solo gaúcho. 

— O serviço em Brumadinho nos orgulha e ameniza a dor e o sofrimento das famílias atingidas — concluiu o chefe do Executivo.

Em seguida, Leite fez a entrega das insígnias, servidor por servidor, cão por cão. O primeiro labrador condecorado foi Bono. Ele tem cinco anos de vida e, há quatro anos e meio, é treinado pelo 3º sargento Meireles, com quem já participou de inúmeras missões. Leite fez carinho nele e prendeu a medalha no seu colete vermelho. Fez o mesmo com Guapo, Barão e Logan, emocionando seus companheiros de atividade.

André Ávila / Agencia RBS
Bono descansa após receber medalhaAndré Ávila / Agencia RBS

— Foi sensacional. É muito gratificante e é um reconhecimento de um trabalho que construímos há tempo. O que mais me deixou feliz foi ver os cães receberem medalhas. Sem eles, a gente não estaria aqui. Eles é que merecem aparecer — disse o 2º sargento Brum.

André Ávila / Agencia RBS
Servidora do IGP, Cristina foi a primeira a ser homenageadaAndré Ávila / Agencia RBS

Coordenador Estadual de Proteção e Defesa Civil e chefe da Casa Militar, o coronel Júlio César Rocha Lopes disse que os militares e a perita mereceram destaque porque cumpriram seu dever e representaram bem o povo gaúcho.

— A equipe fez um trabalho excelente e conseguiu levar alento à sociedade mineira. A Defesa Civil também tem um norte: nenhum governo tem capacidade de solucionar sozinho todos os seus problemas. O governador ofereceu ajuda. Eles foram lá, representaram os gaúchos e cumpriram o seu dever. Por isso estamos condecorando essa equipe com uma medalha da Defesa Civil. O povo gaúcho é solidário. Não podíamos nos furtar de auxiliar nossos irmãos mineiros — destacou Rocha.

André Ávila / Agencia RBS
Solenidade ocorreu no pátio do Palácio Piratini, em Porto AlegreAndré Ávila / Agencia RBS