Brigada reuniu mais de três mil agasalhos em apenas dois dias de campanha

255

Canoenses estão colaborando também com alimentos que são entregues aos sem-teto todos os dias

Brigada Militar/Reprodução Solidários: PMs continuam fazendo o bem noite adentro

DIARIO DE CANOAS

Tudo começou na gelada noite da última quinta-feira (04). PMs em patrulhamento ostensivo ficaram sensibilizados com a situação de alguns sem-teto que estavam próximo a Estação Mathias Velho. Tiraram dinheiro do bolso e levaram refeições até os moradores de rua. Na sexta-feira (05), ao saber dos anseios do efetivo em ajudar os desvalidos de Canoas, o comando do 15º Batalhão da Polícia Militar (BPM) resolveu montar a campanha para arrecadar doações, que seriam levadas pelos próprios brigadianos para as pessoas em situação de vulnerabilidade. Resultado? Centenas de ligações para o quartel. Os canoenses literalmente abraçaram a causa. Tanto que, em apenas dois dias neste início de semana, a Brigada reuniu mais de 3 mil agasalhos. E olha que mil recolhidos no último final de semana já foram entregues para a Defesa Civil na segunda-feira (08). Mas não só isso.

“Todos os dias, ali pelo final da tarde, estamos recebendo ligações de comerciantes que querem ajudar, bancando as refeições dos moradores de rua”, revela o major Jorge Dirceu Filho. “Eles entenderam a importância do trabalho que vem sendo feito e também querem fazer parte.” O comandante do 15º deixa claro que nenhum soldado está deixando o patrulhamento ostensivo. O trabalho de solidariedade é feito entre o atendimento de uma e outra ocorrência. “É mérito do efetivo do 15 esta iniciativa de olhar o que está acontecendo a sua volta e resolver ajudar quem mais precisa”, avalia. Mérito que levou outros batalhões a copiar o feito e assim também auxiliar indigentes durantes as frias noites deste inverno. “A gente nem fica com ciúmes. O que é bom, tem que ser copiado mesmo”, conclui o major.

E a campanha continua. Quem quiser participar com doações, basta ligar para o quartel no número (51) 98453-0898. São os próprios brigadianos se deslocam até o local para buscar a doação.