Prova de fogo nos bairros de Canoas para os novos PMs a Brigada Militar

796

Soldados foram destacados para patrulhamento em áreas de grande movimentação

BRIGADA MILITAR/DIVULGAÇÃO
EM SERVIÇO: trabalho próximo da comunidade, com diálogo aberto nos comediantes

DIARIO DE CANOAS

Os novos soldados da Brigada Militar (BM) continuam em Canoas. Os policiais militares (PMs) aguardam a designação do comando da corporação para saber onde vão atuar. Enquanto isso, fazem o policiamento ostensivo em pontos estratégicos da cidade. E não só no Centro, como tem muita gente pensa. De acordo com o comandante do 15º Batalhão da Polícia Militar (BPM), Jorge Dirceu Filho, o objetivo é o controle e a redução de indicadores de criminalidade, tendo como foco o roubo a pedestre, roubo de veículos e o furto e arrombamento de carro. “Através de dados estatísticos da nossa análise de inteligência, eles foram empregados em duplas em várias áreas consideradas importantes, realçando também a percepção de segurança para a população.”

Assim, tem PMs na Estação Mathias, no centrinho do Guajuviras, naquele que fica no Rio Branco, etc. O trabalho tem resultado em cadeia. Durante uma abordagem, um homem foi flagrado traficando crack; um outro vendendo maconha; além de um menor apreendido por posse de entorpecentes. Fora isso, os jovens brigadianos ainda atenderam diversas ocorrências corriqueiras, incluindo uma de trânsito, quando foi apreendida uma motocicleta com o licenciamento vencido com um motorista que sequer tinha Carteira Nacional de Habilitação. “As duplas também reforçaram o policiamento junto aos comércios, mantendo contato com os comerciantes e desempenhando ações de presença, prevenindo roubos e trazendo mais segurança aos trabalhadores e consumidores”, apontou o major.

Assistência a idosa

E quando o trabalho é servir e proteger, nem tudo se resume a bandidagem. Em patrulhamento nos arredores da Rua Boa Vista, no bairro Rio branco, os soldados auxiliaram uma senhora de 84 anos, que pediu ajuda do policiamento por estar sentindo fortes dores e não conseguir nem caminhar. Os PMs prestaram toda a assistência à idosa até o encaminhamento feito pelo Samu para a emergência local.