Jovem que ostentava armas em rede social é liberada horas após prisão

331

Segundo a Polícia Civil, mulher começou a ser investigada após denúncia anônima

GAUCHAZH

A jovem de 19 anos que ostentava armas em uma rede social foi liberada pela Justiça na tarde desta quarta-feira (14), horas depois de ser presa em flagrante pela Polícia Civil, em Canoas, na Região Metropolitana, nesta manhã. A decisão judicial considera que a jovem é primária e que o crime não representa violência ou grave ameaça. 

“Venho me manifestando pela manutenção da segregação apenas naqueles casos em há elementos indicando que o porte de arma pode estar associado à prática de outros delitos como roubo, tráfico, homicídio, etc. Aliado a isso, a flagrada é primária”, citou a juíza Patricia Pereira Krebs Tonet no despacho que determinou a soltura. 

Segundo o delegado Pablo Rocha, titular da Delegacia de Proteção da Criança e do Adolescente de Canoas, a jovem começou a ser investigada após ameaçar um adolescente de morte. No perfil dela no Facebook, os agentes viram as fotos com uma arma. A partir disso, pediram um mandado de busca e apreensão que foi decretado pela Justiça.

Durante o cumprimento do mandado, a mulher admitiu que possuía uma arma, encontrada pelos agentes dentro de um carro estacionado no prédio. Com isso, recebeu voz de prisão e foi encaminhada à delegacia. No depoimento, permaneceu em silêncio. 

O delegado ainda afirma que a jovem namora um homem preso por homicídio