Brigada Militar apreende arsenal de facção criminosa em Venâncio Aires

249

Efetivo do 23º BPM localizou 18 armas, entre fuzis, submetralhadoras, espingardas, pistolas e revólveres, além de 29 carregadores e 757 munições de calibres variados

Ação foi uma resposta ao incêndio de um estabelecimento comercial cometido em represália a um policial militar | Foto: BM / Divulgação / CP

Correio do Povo

A Brigada Militar desferiu um golpe em uma facção criminosa e apreendeu um arsenal durante uma operação em Venâncio Aires, na região do Vale do Rio Pardo. A ação faz parte da resposta da BM ao atentado cometido contra um estabelecimento comercial, que foi incendiado no último dia 24 em represália a um policial militar da região. O comércio é da esposa do brigadiano.

O flagrante do arsenal ocorreu na noite dessa quinta-feira na rua Guilherme Frederico Hubner. Os policiais militares prenderam um suspeito, de 23 anos, com antecedentes, em uma residência. O efetivo do 23º apreendeu 18 armas e 29 carregadores normais, prolongados e tipo caracol, além de 757 munições de calibres variados e um kit roni, durante uma operação realizada no bairro Santa Tecla. Houve o recolhimento de três fuzis calibres 556 e 762; duas submetralhadoras calibres nove milímetros; cinco espingardas calibres 12; dois revólveres calibres 44 e 357; e uma arma artesanal.

A descoberta aconteceu após o efetivo do 23º BPM perceber um recorte no forro de pvc da moradia e foi verificar a suspeita. No teto da casa, os policiais militares avistaram uma capa de violão de cor preta e um baú da mesma cor. Ao retirarem os objetos do forro, o arsenal foi descoberto.

Além do indivíduo, a namorada dele estava presente na residência, mas de prisão em flagrante de delito e a namorada do abordado que estava na residência no momento da abordagem foi arrolada como testemunha da ocorrência policial. O flagrante aconteceu durante patrulhamento em continuidade às ações de policiamento desencadeadas nos últimos dias contra

Na manhã da última quarta-feira, a Brigada Militar e a Polícia Civil desencadearam uma operação com a finalidade de cumprir mandados de busca e apreensão e mandados de prisão contra os suspeitos de envolvimento no incêndio criminoso. Um indivíduo foi preso na ocasião. Um outro já havia sido detido pela BM por porte de munição e de entorpecentes. A BM apurou que o incêndio no estabelecimento comercial foi uma vingança contra o policial militar que tinha participado da captura de traficantes no dia 22 deste mês na cidade.

Após o fato, o Comando da Brigada Militar se posicionou em apoio ao efetivo local em busca da prisão dos envolvidos no crime. “Mexeu com um, mexeu com 18 mil” foram palavras proferidas pelo comandante-geral da BM, coronel Cláudio dos Santos Feoli. Já os colegas do policial militar mobilizaram uma campanha para arrecadar fundos com o objetivo de auxiliar a família do brigadiano atingida pela represália. A Brigada Militar intensificará as ações de policiamento ostensivo na região de Venâncio Aires.

Foto: BM / Divulgação / CP