Brigada Militar presta homenagem a soldado Marciele em Santa Cruz

185

Policial foi morta em combate há dois anos, durante operação em Sério, no Vale do Taquari

A Brigada Militar prestou uma homenagem, na tarde desta quinta-feira, 25, à soldado Marciele Renata dos Santos Alves, que morreu em combate, no dia 25 de novembro de 2019. Ela foi atropelada pelo carro de uma quadrilha em fuga, durante uma operação em Linha Arroio Alegre, no município de Sério, na região do Vale Taquari. Marciele foi a primeira policial mulher a morrer em confronto com criminosos em ação no Estado.

Nesta tarde, os policiais militares de Santa Cruz fizeram um sirenaço e participaram de uma missa realizada na Catedral São João Batista, em homenagem aos dois anos da partida da soldado Marciele.

A policial era natural de Cachoeira do Sul e integrava o Pelotão de Operações Especiais (POE) de Santa Cruz do Sul. Marciele ingressou na Brigada Militar em 2012, quando tinha apenas 21 anos. Ela era formada em Fisioterapia pela Universidade de Santa Cruz do Sul (Unisc) e cursava uma pós-graduação em Fisiologia na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

Portal GAZ