Uma nova chance

Chegamos ao final de 2018, haverá a oportunidade de reiniciarmos nossas vidas, num processo criado pela humanidade de renovação a cada 365 dias, numa convenção de que devemos passar 12 meses e no final virar a página e recomeçar a vida.

2018 acaba e temos um novo ano para fazer tudo que não pudemos ou não quisemos realizar, todos os planos são novamente retomados, voltamos a pensar em viver novas aventuras, cometer algumas loucuras e viver com muita intensidade.

Construir a nova casa, quitar todas as dívidas, fazer aquela viagem que já adiamos tantas vezes, conhecer novas pessoas e lugares, sair da rotina e iniciar novos projetos.

O curso que temos vontade de concluir, iniciar a estudar novas coisas, retomar aulas que deixamos por ter outras prioridades, tudo é possível no novo ano que se inicia, pois este foi o combinado na nossa sociedade.

Se olharmos para trás vamos ver que em dezembro de 2017 tínhamos a mesma expectativa, de ter um 2018 repleto de realizações e muitas novidades, chegaríamos neste final de ano melhores do que quando comemoramos o ano novo que agora acaba.

Porém infelizmente, mesmo com tanto planejamento imediato logo que passa o Natal, passamos 12 meses numa correria, vivendo intensamente nosso cotidiano e nossas realidades que não se transformam e continuamos os mesmos, às vezes, até regredimos em nossas realizações.

Precisamos lembrar que também perdemos muitas pessoas, algumas por terem saído de nossas vidas para compartilharem seu tempo com outros amigos, tantas outras por desavenças e brigas, que nos isolaram de tantos, sem esquecer aqueles que nos deixaram por terem chegado ao final de suas vidas.

Não temos como saber o que nos reserva o futuro, qual será nosso próximo passo, se teremos sucesso ou perderemos oportunidades, veremos alguns vencerem, outros perderem, enfim vamos vivendo.

Fim de ano e chegada de um novo, assim sucede o tempo, numa contagem que sabemos ser finita, mas que a cada novo ciclo ganhamos mais uma nova chance de viver e ter felicidade no período dos anos de nossas existências.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *