Governo inaugura 6º Batalhão de Polícia de Choque, em Uruguaiana

445
Nova unidade qualifica a estratégia de pronta resposta, com cobertura do policiamento de choque em toda a faixa da fronteira – Foto: Felipe Dalla Valle / Palácio Piratini

Com honrarias militares e presença do governador Eduardo Leite, foi inaugurado oficialmente, nesta quinta-feira (19/8), o 6º Batalhão de Polícia de Choque (6° BP Chq) da Brigada Militar, em Uruguaiana. A nova unidade qualifica a estratégia de pronta resposta, com cobertura do policiamento de choque em toda a faixa da fronteira do Rio Grande do Sul com o Uruguai e a Argentina.

“A redução da criminalidade é histórica no RS nos últimos anos, mas melhor que olhar para traz e nos orgulharmos do que fizemos, é olhar para frente com a perspectiva de fazer muito mais. A inauguração deste batalhão, o sexto do Estado e o terceiro na nossa gestão, prova isso. Agora, poderemos cobrir todas as regiões com os efetivos superespecializados do Choque e qualificar ainda mais a segurança pública que o povo gaúcho merece e é nossa obrigação enquanto governo”, destacou o governador.

A criação do 6° BP Chq e do Comando de Policiamento de Choque (CPChq), que coordena o novo batalhão junto dos outros cinco já existentes, foi anunciada em dezembro de 2020, dentro da estratégia de aproveitamento dos 860 policiais militares formados naquele mês, com priorização de unidades de maior impacto regional.

IMG 8659
Efetivo foi especialmente treinado para atividades de alto risco desempenhadas por unidades de elite da Brigada Militar – Foto: Felipe Dalla Valle / Palácio Piratini

“Nós já anunciamos o Avançar na área da logística e, na terça (17), o Avançar na Cultura, e, em breve, vamos ter o Avançar na Segurança, que vai viabilizar mais investimentos na qualificação das forças policiais, tecnologia, em viaturas e armamentos, além de chamar novos agentes para os órgãos”, destacou Leite.

Foi a terceira unidade desse modelo criada pelo atual governo. Além dos batalhões já existentes em Porto Alegre (1º), Santa Maria (2º) e Passo Fundo (3º), no final de 2019 foram implantados o 4° BP Chq, em Caxias do Sul, e 5° BP Chq, em Pelotas.

“Quando assumimos o governo, tínhamos três batalhões de choque. Sabíamos que precisávamos de seis. Assim foi feito e hoje inauguramos o sexto. Isso nos dá capilaridade, pronto-emprego de homens e mulheres altamente preparados, muito bem armados e equipados para combater a criminalidade. E, especialmente este 6° BP Choque, vai combater os chamados crimes fronteiriços e transnacionais, além de auxiliar nos crimes rurais, que historicamente são um problema na região e que vêm caindo graças à atuação qualificada do programa RS Seguro”, afirmou o vice-governador e secretário da Segurança Pública, Ranolfo Vieira Júnior.

Batalhões de Choque RS

A reforma da sede, repassada pela prefeitura de Uruguaiana ao Estado, contou com a doação de R$ 130 mil por empresas locais ao Executivo municipal, que também arcou com a mão de obra. O 6° BP Chq está localizado na rua Vereador Arnaldo D’Augustin Ribeiro, 1.350, bairro Ipiranga.

“Comunidade que quer atrair investimentos, gerar emprego e renda e manter o desenvolvimento à altura precisa entregar algumas necessidades, entre elas ter segurança pública. E hoje, a cidade de Uruguaiana e a região da Fronteira Oeste conseguem dizer de forma mais segura: ampliamos as nossas condições, estamos com as forças policiais integradas com as demais regiões, e o campo e a cidade poderão viver mais seguros”, destacou o deputado estadual, líder do governo na Assembleia, Frederico Antunes.

Sob o comando do major Otemar Maia Bianchini, a unidade deve contar com 15 viaturas e um efetivo com cerca de 90 policiais militares – que pode passar de 156 –, especialmente treinados para as atividades de alto risco desempenhadas por essas unidades de elite da BM.

IMG 8655
Governador Leite, vice-governador Ranolfo Vieira Júnior e o comandante-geral da BM, coronel Vanius Cesar Santarosa – Foto: Felipe Dalla Valle / Palácio Piratini

“A nova estrutura irá auxiliar na intensificação de operações policiais especializadas para o combate às organizações criminosas que operam de forma transnacional, em atividades ilegais como tráfico de drogas e contrabando de armamento e mercadorias. Também irá representar um reforço importante para a repressão de crimes rurais típicos da região, como o abigeato e o furto de maquinários e insumos agrícolas, característica marcante da região”, apontou o comandante-geral da Brigada Militar, o coronel Vanius Cesar Santarosa.

A posição do 6º Batalhão de Choque também fortalece a capilaridade da atuação das tropas de pronto-emprego, com alto nível de treinamento para execução de tarefas de restauração da ordem pública, controle de distúrbios e, principalmente, ocorrências de grande proporção.

A área de abrangência é de 22 municípios da Fronteira Oeste: Aceguá, Alegrete, Bagé, Barra do Quaraí, Caçapava do Sul, Candiota, Dom Pedrito, Garruchos, Hulha Negra, Itaqui, Lavras do Sul, Maçambará, Manoel Viana, Quaraí, Rosário do Sul, Santa Margarida do Sul, Santana da Boa Vista, Santana do Livramento, São Borja, São Gabriel, Uruguaiana e Vila Nova do Sul.

6BPChq major Bianchini
Major Otemar Maia Bianchini (à esq.) comandará a unidade em Uruguaiana – Foto: Felipe Dalla Valle / Palácio Piratini

Com a nova unidade, as operações das seis tropas especializadas poderão cobrir todas as áreas do Estado com maior agilidade e mais eficácia – a estimativa é conseguir realizar deslocamentos para qualquer ponto no RS em até uma hora e meia, aproximadamente.

O trabalho também ganha em qualidade a partir da criação do CPChq, que unifica e padroniza o emprego, o treinamento e as ações das seis unidades. Isso resulta no fortalecimento de todo o sistema operacional de pronta resposta e repressão qualificada ao crime organizado, além de melhoria nas atividades de apoio às tropas de policiamento ostensivo e forças táticas. A criação do CPChq não afetará o auxílio prestado aos Comandos Regionais aos quais os batalhões de choque estavam antes vinculados.

IMG 8651
Localização do 6º Batalhão de Choque fortalece a capilaridade da atuação das tropas de pronto-emprego – Foto: Felipe Dalla Valle / Palácio Piratini

Outras vantagens com a implantação do CPChq passam pela centralização na gestão do trabalho preventivo e de repressão a ações criminosas de grande proporção, a partir do trabalho de inteligência integrado, além da unicidade na aplicação de doutrina e formação continuada do efetivo. A coordenação por um comando central também permite otimizar as atividades logísticas e administrativas dessa tropa especializada.

Agenda segue em Uruguaiana

Em seguida, a comitiva participa da inauguração de uma loja franca e visita outras duas já em operação. A implantação dos chamados free shops terrestres, autorizada pelo governo federal apenas em cidades gêmeas, faz parte da agenda de desenvolvimento econômico priorizada pelo governo estadual.

Das 33 cidades gêmeas que existem no Brasil, 11 estão no Estado, incluindo Uruguaiana, junto a Barra do Quaraí, Jaguarão, Quaraí, Aceguá, Chuí, Itaqui, Porto Xavier, Santana do Livramento, São Borja e Porto Mauá.

À noite, Leite participa de reunião-jantar com entidades e líderes do município de Uruguaiana. No encontro, serão apresentadas as iniciativas do governo voltadas à região e discutidas as demandas locais. O evento é fechado para convidados.

Na manhã de sexta (20/8), a comitiva estadual fará uma visita às obras da Santa Casa de Uruguaiana às 8h e, depois, segue para uma reunião com a Associação dos Municípios da Fronteira Oeste (Amfro), marcada para as 9h, no Salão Nobre da prefeitura. Após, o governador segue para agendas em Alegrete, também na região.

Texto: Vanessa Kannenberg
Edição: Marcelo Flach/Secom