Novo Comandante da BM visita ao Correio Brigadiano e esclarece necessidade de promoções

2895

Em entrevista exclusiva ao Jornal Correio Brigadiano e Rádio Studio 190 o novo Comandante Geral da Brigada Militar, Coronel Vanius Santarosa esclareceu sobre a nova filosofia do Comando.

Falou que em virtude de já fazer parte do Comando do seu antecessor, Coronel Rodrigo Mohr, na condição de Subcomandante a filosofia se mantém em processo de continuidade, no que se refere, por exemplo a perseguição de diminuição dos índices de criminalidade, projetos sociais e atenção aos policiais em época de pandemia, e no programa “ANJOS”, tendo como referência os Hospitais da BM.

O ponto mais esperado da entrevista foi referente a perspectivas da Carreira dos Servidores de nível médio da Brigada Militar.

Este tema, se tornou mais presente a partir do dia 21 de abril, data de aniversário das polícias civil e militar quando o governador Eduardo Leite anunciou promoções no âmbito da Segurança Pública, incluindo Brigada Militar.

Após o anúncio, foi realizado uma carreata promovida por entidades da Brigada Militar, cobrando mais uma vez a modernização da carreira do nível médio.

A dúvida consistiu em saber se as promoções anunciadas pelo governo eram já na modalidade da modernização ou uma continuidade no CTSP e CBA.

Na entrevista, minimizando as dúvidas o Comandante Geral prontamente respondeu os questionamentos quanto aos pontos mais importantes.

Acompanhe algumas das afirmações do Comandante:

DÚVIDA: Foi anunciado pelo Governador Eduardo leite que em alguns dias haverão promoções na BM, estas promoções são com base na legislação existente ou haverá tempo de promoções no modelo “modernização”?

Resposta: O comando não abre mão de continuar lutando por um novo plano de carreira que chamamos de modernização, construído pelas entidades e comando, pelos motivos que todos sabem, no entanto, este projeto não está mais no comando e sim em instâncias superiores, precisando de lei que depende de processo legislativo, podendo haver emendas e toda a legalidade a ser construída.

Ele consiste, em síntese em um plano igual ao aplicado hoje aos oficiais da BM, que é o desejo dos servidores de nível médio da BM, inclusive com a inclusão com graduação superior.

O Comando da BM tem que dar continuidade na administração e necessita de sargentos e tenentes, pois há uma carência, então há previsões de chamada para promoções com a legislação que existe a disposição que é no padrão CTSP e CBA, que deve ser anunciado como afirmou o Governador.

ASSISTA NA ÍNTEGRA A ENTREVISTA.