O carnaval e a proibição dele ambos são um problema para a Brigada Militar

345
Imagem: GZH

Tendo festividades oficiais ou não, a Brigada Militar está sempre garantindo a segurança da população gaúcha, embora isso já não seja novidade.

A novidade da vez foi o desafio de impedir e dispersar as aglomerações tendo em vista que o Carnaval 2022 fora cancelado.

Centenas de chamadas através do 190 com denúncias de festas clandestinas, além das chamadas usuais de emergência, resumiram as noites dos policiais militares no feriadão que teve seu efetivo aumentado nas operações do feriadão em virtude da expectativa do não cumprimento do decreto que inviabilizava as festividades de carnaval.

Os irresponsáveis se aglomeraram em vários lugares ao redor do estado do Rio Grande do Sul, embora tenha ficado marcado uma cena na cabeça dos gaúchos e que até passou em rede estadual através da RBS que foi o ocorrido no centro de Porto Alegre onde a Brigada Militar teve apoio da Guarda Municipal para dispersar a bagunça no centro.

O carnaval sempre trouxe dor de cabeça aos servidores pela majora de trabalho com o aumento drástico da criminalidade devido a facilidade dos delinquentes se misturarem no meio dos cidadãos que festejam, e também devido a dificuldade de serem localizados uma vez que mascaras e as fantasias são normais na época festiva e as aglomerações são usuais.

Por: Domingues